sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

EDUCAÇÃO, HISTÓRIA E CONSCIENTIZAÇÃO AMBIENTAL

ARMAÇÕES BALEEIRAS

Desde o século XVIII, as Armações Baleeiras, cujo nome ainda se perpetua em localidades do litoral catarinense, depredavam as baleias que visitavam a costa para procriar e amamentar seus filhotes.
Como ficam a apenas 30 m da praia, as francas eram presas fáceis para os caçadores. Depois de mortas, eram rebocadas para a praia e retalhadas, seus pedaços iam direto para os reservatórios das estações baleeiras, para extração do óleo, que sevia como ingrediente dos lampiões que iluminavam as grandes cidades, tambem usados nas argamassas utilizadas em casas e prédios púlicos. Outras parte do animal eram aproveitadas na produção de objetos como espartilhos, pentes, velas e na industria de cosméticos, os restos eram triturados e vendidos como farelo para animais.
As baleias sustentaram o desenvolvimento de muitas cidades litoraneas do Brasil Colonia.






MUSEU DA BALEIA

O museu é o único dedicado às baleias na America Latina, tenta reproduzir as instalações da época, onde o visitante observa o funcionamento das máquinas que processavam a gordura das baleias, vê fotos e objetos daquele periodo e assiste videos de entrevistas com os ultimos caçadores de baleias.
O principal objetivo é resgatar a história da baleia durante o periodo da caça indiscriminada desses animais.




CENTRO NACIONAL DE CONSERVAÇÃO DA BALEIA FRANCA= CNCBF

Já o CNCBF conta a segunda parte dessa história, com mapas, fotos, objetos, mostras de videos, palestras e um observatório de onde se avistam os animais a olho nú.Tambem é a base do PBF- Projeto Baleia Franca, que se dedica as baleias vivas, com pesquisas, monitoramentos e projetos de conscientização e educação para a preservação da espécie.

Hoje protegidas, passaram visitar com mais frequencia e em maior número os mares de Santa Catarina. A visão de uma femea com seu filhote próximo a praia, deixou de ser motivo apenas de surpresa, transformou-se num momento de reflexão, de CELEBRAÇÃO À VIDA.
A simples presença em nossas águas nos oferece outro tipo de produto, muito mais valioso e útil que o óleo que abasteciam lampiões e erguiam construções, o Whale Watching.


video



video

2 comentários:

  1. Uma verdadeira reportagem, pena que eu tive que vê-la assim, fiquei chocada. Que maldade sem tamanho.

    Seu blog é parceiro Top! Coloquei lá no blog.

    Beijão!

    ResponderExcluir
  2. Olá Júlio, parabéns pelo blog cara, muito informativo e de grande contribuição para a sociedade.

    Júlio, estou divulgando uma matéria realizada pelo site imaparcial e que dá crédito a denúncia, o Pura Política (www.purapolitica.com.br), sobre um crime ambiental terrível que foi acometido aqui em Salvador pela construtora Arc Engenharia. Eles aterraram um charco na Avenida Paralela. Nós recebemos a denúncia e fomos atrás de esclarecimentos.
    Peço a divulgação dessa matéria para acabarmos com essa maldade! A matéria é de reportagem do repórter Thimoteo Campos.

    Segue o link:

    Parte 1

    http://www.youtube.com/watch?v=IBlBiQMF6RE

    Parte 2

    http://www.youtube.com/watch?v=jiTMOgTHDZE

    Grato pela atenção!

    ResponderExcluir